quinta-feira, novembro 05, 2009

A hora do cansaço



A cada instante que se passa tenho mais certeza de que meu pai sempre esteve certo: “a vida é feita de ilusões”.
O homem se encanta com aquilo que está diante de seus olhos, que lhe parece perfeito, cômodo, confortável e útil. Estamos sempre buscando algo pronto, acabado! Queremos sempre um amor pra vida inteira, um 'felizes para sempre', uma convivência familiar sem turbulências, uma amizade sem decepções, uma profissão que não tenha desgastes.
Procuramos sempre o caminho mais curto, mais acessível. Esperamos que a vida venha e nos entregue de bandeja todos nossos sonhos, bem lapidados. Almejamos viver só o lado bom das coisas.
“As coisas que amamos,

as pessoas que amamos
são eternas até certo ponto.
Duram o infinito variável
no limite de nosso poder
de respirar a eternidade.
Pensá-las é pensar que não acabam nunca,
dar-lhes moldura de granito.
De outra matéria se tornam, absoluta,
numa outra (maior) realidade.”
Nosso erro está em idealizar demais, em acreditar em uma felicidade plena, em um companheiro que seja sempre firme, correto, ímpeto, onipotente...
“Começam a esmaecer quando nos cansamos,
e todos nos cansamos, por um ou outro itinerário,
de aspirar a resina do eterno.
Já não pretendemos que sejam imperecíveis.
Restituímos cada ser e coisa à condição precária,
rebaixamos o amor ao estado de utilidade.”
Acredito sim que possamos ter momentos intensos de alegria ou, quem sabe, positivamente falando, estar de bem com a vida grande parte do tempo - com muito jogo de cintura, é claro!
Entretanto, é preciso buscar tudo isso, correr atrás, passar pelo mar revolto, enfrentar tempestades, perder batalhas e não desistir para, quem sabe, caso a guerra também não seja ganha, termos, pelo menos, a certeza de que FOI FEITO tudo o que era possível!
“Do sonho de eterno fica esse gozo acre
na boca ou na mente, sei lá, talvez no ar.”

15 comentários:

Felipe Braga disse...

Espetáculo!
E a maioria dessas ilusões são mesmo por causa das idealizações, que só cabem na poesia, e não na vida real.
Tuas palavras têm um calor!
Fico com saudade quando não tem post novo. E fico feliz quando tem. rs

"Nosso erro está em idealizar demais, em acreditar em uma felicidade plena, em um companheiro que seja sempre firme, correto, ímpeto, onipotente..."
Isso me toca muito!

Beijos.

Hosana Lemos disse...

encantador!
*-*
essa sensação já é natural do homem, querer o eterno, tentar transformar o que é mortal em imortal.
às vezes almejamos tanto a perfição que nos frustamos por não termos desfrutados das coisas mesmo com todos os seus defeitos.
é o caso de amar alguém, espera-se tanto pelo 'príncipe encantado' que inconscientemente fecham-se as portas para amores reais, com qualidades mas também com defeitos.

muito bom meeeesmo!
adorei
=*

Milla disse...

Acho que a certeza de que foi feito todo o possível para melhor ou salvar algo é o que basta para continuarmos a acreditar nas coisas..

beijos e saudades de ti!

Felipe Braga disse...

Já estou pronto? Nossa, é uma honra ler isso!
Não sei se estou, mas estou me arriscando, escrevendo um livro. rs

Beijos.

Aninha disse...

Eh isso ai menina! A chave esta nas nossas mãos! A chave da felicidade ou infelicidade... Ou o plug se vc preferir, nos que escolhemos como reagimos perante as coisas, e eh isso no final ds contas que importa!!!


Bjao

Gabriela disse...

"Fico com saudade quando não tem post novo. E fico feliz quando tem. rs" [2]
"Vaidade de vaidades, tudo é vaidade." Será que Salomão não estava errado ao dizer isso? Pois, as ilusões são a nossa forma vaidosa de nos transportar para um mundo, que, segundo nós seria o ideal. "Viver é melhor que sonhar" ... Por que será que insistimos em o contrário fazer?
Amei o seu texto, como sempre. Muitas saudades daqui e de um modo lindo, você sempre nos faz refletir e chegar em conclusões preciosas sobre a vida.
Parabéeens!
Espero que volte logo!
Beeijos! :D

Thiago Kuerques disse...

Caramba. Eu passei o resto do dia refletindo. Porque queremos exatamente o mastigado? É a preguiça em forma de pensamento. Sei la.
Mas eu sei que gostei demais. Quero escrever como voce um dia
Beijos

Duanny!. disse...

adoreeei.
como sempre, você escrevendo super bem!

amei sua visita, tava com saudade daqui!
:)

Bia Maia disse...

Nossa, doce menina!!

ARRASOU!

Mas que lindo o que escreveu....e concordo com cada palavrinha que escreveu aí...e concordo com seu sábio pai!

Meus parabéns!!!

Como é bom estar em seu blog!

Beijos carinhososo e cheios de VIDA e de SOL!

Biazinha

Geraldo Samuel disse...

Lindo o texto, o negócio é não desistir nunca, sempre acreditando em nós mesmos, prontos para amar o outro, para dar carinho, para viver momentos alegres, mas ter sempre a maturidade para encarar os obstáculos da vida que insistem em tentar tira-la o brilho.

=**

Clube dos desgostos disse...

Fizeste lembrar-me de uma coisa que alguém há mt tempo me enviou:
"E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas ilusões de que tudo podia ser meu para sempre..."
acho que se aplica...deixei de acreditar nos contos de fadas...nunca me inspiraram mt confiança! temos sobretudo que acreditar em nós, só em nós!

Beijooooo adoreiiii o blog:)
Onurb

Odilon Silva Henrique disse...

Eis um poema, o qual não sei o autor, mas nos resposabiliza pela indecisão em ser feliz:

Aguém bateu-me a porta
Vacilei não quiz abrir
Pensando que fosse a saudade
Que vive a perserguir.

Bateu de novo com forçam
mas depois não insistiu,
Desceu as escadas em silêncio e
para sempre partiu.

Partiu deixando na porta,
estas palavras fatais
sou a felicidade, e, não
voltarei nunca mais.

Lindo teu blog.

Ludmila Melgaço disse...

Quanta verdade, meu Deus!
E a gente lá no fundo sempre soube disso... só precisamos nos lembrar de vez em quando...

Lindo lindo!
Beijo!

Clube dos desgostos disse...

Concordo plenamente :)
Também estou a lutar por mim.

meus instantes e momentos disse...

vc precisa postar mais....gosto de voltar aqui, passo devagar, fingindo nem ver, mas gosto daqui.
Beijos pra vc.
Maurizio

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates