quarta-feira, setembro 01, 2010

Áporo



“Um inseto cava
cava sem alarme
perfurando a terra
sem achar escape.
Que fazer, exausto,
em país bloqueado,
enlace de noite
raiz e minério?”
A vida é assim: teses seguidas de antíteses.
Mesmo sem esperança damos prosseguimento às coisas. Cada qual a sua maneira, alguns pacificamente, outros preferem ser vítima de seu próprio enredo, alguns se acomodam com a posição de ser apenas observadores, mas são poucos que levantam a cabeça e acreditam na mudança, buscam novos caminhos.
“Eis que o labirinto
(oh razão, mistério)
presto se desata:
em verde, sozinha,
antieuclidiana,
uma orquídea forma-se.”
E são realmente as pessoas que lutam contra a lógica, as regras impostas, as leis que regem algo, que conseguem, mesmo que sós neste ideal: revolucionar a vida.
Ser herói diante um senso em comum e uma vontade compartilhada não é conquista.
Ser vitorioso mesmo nas derrotas é em suma a verdadeira meta atingida. Afinal: vencer é fazer algo por seu ideal mesmo que ele não seja almejado.
Cruzar os braços é sinônimo de passividade.
Ir à luta, atuar, e ser aquele, entremeio ao infinito, que fez algo em prol de um pensamento, mesmo que seja apenas seu, já foi louvável e o marco que elevou cidadãos comuns à posição de grandes líderes!
Como sabiamente já foi dito: 'questionar é evoluir' e ser diferente é alçar vôos por horizontes desconhecidos!

6 comentários:

Felipe Braga disse...

Acho lindo. É uma forma de demonstrar amor pela vida que se tem.

Faça sempre isso, Carol. É importante. E, se te faltarem forças, eu te darei as minhas. rs

Uma alegria imensa te ler por dois dias seguidos. Poderia continuar assim, encantando a todos, cotidianamente, com suas letras.

Amo você.
Beijos.

Thiago Kuerques disse...

Demorei a comentar mas sempre estive aqui. Achei o texto recheado de citações. Não sei citar só alguma coisa. Mas me submeto a dizer que faz total sentido pra mim o questionamento e a evolução.
Beijos

Gabriela Andrade disse...

Caarol, que saudades daqui!*-*

Realmente, demonstrar força e coragem para ir à luta é sinônimo de amar a vida, entregar-se a ela. E quem somos nós para pararmos na vida com desânimo e tristeza, estagnarmos nessa linha que se encurta diante o tempo?
Que aprendamos (como você disse), a viver melhor, a evoluir mais e mais e a saborear felicidades sem fim!
Lindo o texto como sempre!
Amo vir aqui e muitas saudades!
Um beijo, gabi. (:

Cristiane Neves disse...

Bonito o texto, quem me dera pensar assim. Sendo mais adepta ao pensar de Pessoa, acredito mais que
"Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu ,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
(...)
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
0 mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão."

kisses

Flavih Jones disse...

êe que saudade daqui.

E quando volto me 'bato' com um post destes.
Lindo. dá pra sentir na alma. =)

Beijos flôr.

Aninha disse...

Oi lindaaaaaaaaa!
Amei o post!!!
Q saudaddes saki... De vc lah!
Estou reativando meu blog, claro q quero vc lah, neh???

Bjao

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates