sexta-feira, julho 22, 2011

O elefante




“Eis o meu pobre elefante
pronto para sair
à procura de amigos
num mundo enfastiado
que já não crê em bichos
e duvida das coisas.
Ei-lo, massa imponente
e frágil, que se abana
e move lentamente
a pele costurada
onde há flores de pano
e nuvens, alusões
a um mundo mais poético
onde o amor reagrupa
as formas naturais.”
Certo mesmo é que muitas vezes desconhecemos quem realmente somos. Nos subjugamos fracos, incapazes, pouco persistentes e quando deparamos com situações extremas descobrimos que apesar de todas as nossas limitações sempre há fôlego para recomeçar.
Somos mais fortes do que imaginamos. Talvez a vida nos torne assim!
Aprendi a encarar de frente o que o destino me reserva. O nome disso? Coragem... e o mais surpreendente: uma maturidade que chega sem avisar.
São muitos os problemas mas raramente ponderamos as inúmeras graças, alegrias, dádivas e bênçãos.
É como o conhecido axioma 'há males que vêm para o bem'.
A cada instante aprendo a confiar nos desígnos de Deus. Aceitar tudo, seja o que for.
“Vai o meu elefante
pela rua povoada,
mas não o querem ver
nem mesmo para rir
da cauda que ameaça
deixá-lo ir sozinho.”
Seja como for, o mundo não pára. E meus problemas, são realmente MEUS!
Vez ou outra fraquejo. Sou humana!
Mas ao abrir os olhos pela manhã agradeço a Deus pela minha família e pelo dom da vida.
Daí, sinto a energia renovada. Estou pronta para começar de novo...
“E já tarde da noite
volta meu elefante,
mas volta fatigado,
as patas vacilantes
se desmancham no pó.
Ele não encontrou
o de que carecia,
o de que carecemos,
eu e meu elefante,
em que amo disfarçar-me.
Exausto de pesquisa,
caiu-lhe o vasto engenho
como simples papel.
A cola se dissolve
e todo o seu conteúdo
de perdão, de carícia,
de pluma, de algodão,
jorra sobre o tapete,
qual mito desmontado.
Amanhã recomeço.”

3 comentários:

Edna Lima disse...

Como? Fraca, incapaz?...
E eu pensando : O que andará plantando neste mundo caduco?
Ainda bem que teu elefante é bonzinho, e não pisou nas flores que você plantou pelo caminho.
Saudades!Bom estar de volta.
Que seus sonhos sejam cada dia mais coloridos.
Bj grande.Sua conterrânea Edna Campos.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Apareceu a sumida do blog. Quanto tempo!. Bem, eu acho que a gente precisa estar sempre preparado para as coisas, pois fastalmente elas irão acontecer. No mais ´é fé em Deus,em si mesmo e vamos pra frente. Que bom que voltou. Beijos

Leidiane Vieira disse...

Que delícia ler este texto, Carol. É fluido, leve, lê-se em um fôlego só.

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates