domingo, setembro 13, 2009

Definitivo



“Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.”
Fizemos tantos planos, vislumbramos um futuro compartilhado, nos doamos, criamos nossa história, construímos nosso tempo, redimensionamos o espaço... Para quê?
Para voltarmos àquele conhecido lugar comum, onde as dúvidas persistem, a confiança se desconfigura e o amor que sentimos já não é mais suficiente!
“Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.”
Aquilo que aprendemos juntos, que abdicamos, toda entrega, todos os momentos felizes que vivemos, tornaram-se insignificantes no instante em que o perdão não encontrou lugar em nossos corações.
“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.”
Perdoar não é tarefa fácil e encontrar um amor, um amor de verdade, também não!
Portanto, a decisão está em nossas mãos: ou sufocamos nosso orgulho e vivemos este amor ou exaltamos nosso ego e mergulhamos num mar de sofrimentos...
“A dor é inevitável. O sofrimento é opcional...”

17 comentários:

Giovanna disse...

Adorei, disse tudo (Y Se procurarmos a pessoa perfeita para ser a nossa outra metade nunca iremos achar, e as vezes enxergamos mais os defeitos do que as qualidades, acredito que ali está meu erro. Ainda acredito que o amor vai além...

Gabriela disse...

Eu entrava no blog, mas algo fazia realmente falta! E agora parece que isso se preencheu, era a saudade enorme de ler as suas incríveis resenhas! Parecia que faltava mesmo algo e isso faz total sentido. Muito bom que voltaste! :D
Concordo, a dor é o retrato das decepções ao longo do caminho, é a desilusão do que se foi planejado e feito. As dúvidas sempre persistem quando as deixamos entrar e o medo bate à porta em consequência disso, é ruim sim, pois já conhecemos o lugar onde iremos parar. O perdão, antídoto inevitável para a dor e sofrer do amor.
O seu texto está lindo, porque tem vestígios do que se fora e possa ser ainda, puro e mágico, além do encanto que o envolve.
Espero que esteja tudo bem,
Beeijão!

Felipe Braga disse...

Admirável, Carolina! As palavras usadas, o tom em cada linha, todo o texto digno de aplausos.
Parabéns.
Adorei.
Beijos.

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

O Amor realmente deveria ser algo que só trouxesse coisas positivas, mas não é. As sensações que estão ligadas ao Amor são inúmeras, entre elas a dor, a tristeza... São consequências de um amor "mal-amado" ou "mal-administrado".
O pior(mas que também é o essencial) do amor é que ele depende de outro ser para ser vivido, ser sentido e ser retribuido!

Já estava com saudades de seus textos!

Beeijos e uma ótima semana!

Nine disse...

Lindo texto...
Uma dúvida e tanta, né Carol?
Dificil passar por cima do orgulho mas insuportável perder quem amamos!
PERDOAR, acho q , dependendo das circunstancias, é o mais cabivel e indacado.
Um forte abraço.
TE AMO DEMAIS, e ficar longe de minha melhor amiga tem sido muito dificil!!!

Érica disse...

É que somos egoístas baby. Essencialmente. Até quando acreditamos não ser. O que faz a gente sofrer é a perda, ou de repente a mudança de projeção de quem se ama. Porque as vezes o amor acaba de um dos lados, e ninguém pode ser obrigado a permanecer junto sem amor. E ai tem a dor, se não em nós, no outro. Ninguem quer o fim mas uma hora ele chega, ou não. Tudo depende.
Beijos sumida.

Aииa disse...

Ah .. acho que tudo isso acontece
com as pessoas que realmente tem um sentimento sincero.. E não acho que o sofrimento é opcional , se a dor é inevitavel , como o sofrimento pode ser opcional . Tipo, que se tu tem dor tu sofres né. Seu texto tá lindo e seu blog perfeito !
Quando tiver tempo passa lá no meu .. é novo ainda , mais ja estou aprimorando-o . Mil beijos e Boa Tarde !
blogdaniinaa.blogspot.com

Dilberto L. Rosa disse...

Discordo da Érica: amor não acaba... No máximo se transforma... Ou então nem era amor... Mas amor, infelizmente, não acaba somente por falta de perdão, minha cara... Muitas vezes o universo de cada um obriga a que certas decisões forçadas e cortantes adie um pouco o amor... Belo texto! Abração!

On The Rocks disse...

oi,

você foi fundo nesses escritos.

prefiro ficar meditando por aqui...

até mais.

rogerio disse...

" e essa coisa de amor serve pra tanta coisa diferente... certifique-se que está falando da mesma coisa antes de ama alguem."
RUBINHO Troll.

Aninha disse...

Oi lindaaaaaaaaaa!

q saudades eu tava disso aki!
De ler-te e sentir essa energia q emanda dos seus textos!

Muito lindo!

bjao

Nike disse...

Belo texto minha querida

Se o coração pudesse falar o que poderiamos dizer deste sentimento O AMOR que é profundo dentro de nós no dia-a-dia
O amor é uma grande emoção
Pode rasgar-lo e deixá-lo para além do questionamento do "Porquê?"

Mas o Amor foi dado a nós como um dom
tão preciosos e Divino
Para que possamos compartilhar com outras pessoas... hoje podemos sofrer por amor, mas esse mesmo sentimento que nos faz sofrer, pode alegrar o coração de alguém quando oferecido por nós como um sentimento sincero e puro...pois temos muito amor pra dar e oferecer...
Grande beijo no seu coração

Thiago Kuerques disse...

Voce nunca permite que eu comente. Escreve tudo como deve ser pensado. Serio mesmo.
Beijos

Ademerson Novais disse...

Hum....estava sentido saudades desse cantinho aqui...e mais ainda destas tuas palavras.....

O amor..o perdão....a dor...com isso faz sempre estão juntos..mesmo a gente dizendo sempre que não....


Ademerson Novais de Andrade

(Carlos Soares) disse...

Você já disse tudo na última frase. O texto é excelente.Parabéns.beijos

Aninha disse...

Cd vc moça????

Saudades dos seus textos, dos seus comentários... Enfim, saudades de vc!!!

Espero q esteja bem!

Bjao

Borsari disse...

Lindo! Para dor pode até não haver recusa, quando inesperada! Mas são nossos passos que nos guiam até um caminho teoricamente certo. O amor é incondicional! E tudo passa nesta vida, já disse o senhor dos tempos! Beijos Karol's!

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates