segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Confronto



Não sei explicar que sentimento é este... como surgiu e por que nossos destinos se cruzaram!
Passei 21 anos de minha vida assim: achando respostas para todas as perguntas, sistematizando cada segundo... A ROTINA, AS MATÉRIAS DO TELEJORNAL, OS HORÁRIOS, OS MINUTOS DE CONVERSAS ENTRE UM OFF E OUTRO, OS FINAIS DE SEMANA, AS PESSOAS QUE CONHECIA...
Apesar de não parecer – os amigos da redação são prova disso... rs – minha vida sempre foi muito ORGANIZADA. É confortável e tranquilo prever, embora o jornalismo seja cheio de imediatismos e imprevistos, as possíveis reações (minhas e das outras pessoas). Isso me dá a idéia de CONTROLE da situação...
Entretanto você me surpreendeu... Chegou convicto, certo do que queria e enquanto eu achava tudo isso engraçado, você me envolveu de uma maneira que me assusta...
Não estava preparada para amar...
Não estou acostumada com esta dependência! Este querer.
Esta necessidade em ter você sempre por perto, mexe comigo. E procuro, incessantemente, minha altivez, minha segurança, meu 'foco', minha disciplina e, principalmente, minha seriedade no dia a dia.
Gosto de você, agradeço a Deus por ter alguém tão especial por perto... Todavia, lidar com tudo isso faz com que eu me sinta frágil, sensível... e, desde quando você surgiu em minha vida, só me sinto protegida quando estou envolvida em seu abraço...
Parece loucura, regressão... mas acho que esta é a primeira vez que sinto algo tão complexo, bonito e ao mesmo tempo avassalador...
" Bateu Amor à porta da Loucura.
"Deixa-me entrar - pediu - sou teu irmão.
Só tu me limparás da lama escura
a que me conduziu minha paixão."
A Loucura desdenha recebê-lo,
sabendo quanto Amor vive de engano,
mas estarrece de surpresa ao vê-lo,
de humano que era, assim tão inumano.
E exclama: "Entra correndo, o pouso é teu.
Mais que ninguém mereces habitar
minha casa infernal, feita de breu,
enquanto me retiro, sem destino,
pois não sei de mais triste desatino
que este mal sem perdão, o mal de amar." "

12 comentários:

Lamêgo disse...

Uau.Preciso urgentemente conhece este sortudo!
Pra Carol se apaixonar... heiheiheihei... Brincadeira, princesa.
Então, bem vinda ao mundo real: amar é isso aê! UM PARADOXO TOTAL...
Mas se correspondido É MUITO BOM...
Aproveite, se entregue sem medo... só não deixe de viver por conta da insegurança... Pois ninguém vive o tmpo todo baseado em cálculos exatos e com os pés no chão. ARRISQUE MAIS, OUSE, o amor requer dedicação e se gosta dele, brevemente será cobrada...
Não tente prevê, SENTIMENTOS NÃO SÃO VISUALIZADOS A LONGA DISTÂNCIA, seu raio é curto, então: VIVA O MOMENTO!

Beijos. (Uma pena que eu não sou o felizardo!)

Edna Lima disse...

Nunca estamos preparados para amar menina.Nem aos 20 ,40 ou 60.....Experiência própria, mas é mto bom. Saudades de vc. Grande bj Edna Campos

Cristiane Neves disse...

É dificil quem tá aqui fora conseguir compreender todo este delicioso caos, este rebuliço, tufão, que se passa dentro de alguém que está apaixonado. Principalmente quando a paixão chega assim, de surpresa, rápida, sem pedir licença, escancarando as portas que por tanto tempo serviram para proteger seu coração.

Aqueles que gostam de vc se preocupam, claro, mas o que sabemos nós do que se passa em seu coração? Tenho medo por vc, mas vou esquecer o medo e ficarei feliz em te ver tão feliz, tão realizada, sempre me pondo à disposição do que precisar.

Eu do meu lado permanecerei por aqui, de ouvidos atentos, aguardando ansiosamente por batidas em minha própria porta...

Melanie B. disse...

Ai que tô feliz por ti menina!!
Sei de tudo isso!!Antes de amor chegar.
E na verdade nao tem essa de se entregar, quando se nota, vc já nao se domina, é por isso que dá tanto medo, né não??!
Mas ó, curta bastante, faz parte!!

(Assim que fui convencida! rs)



bjaum e saudades!!!!!!!!!

Érica disse...

Mas isso é tão bom. Se deixe, se permita. E seja feliz.

Beijos

Raquel Borsari disse...

Permita-se! Jamais vamos aprender, se não tentarmos, ousarmos. Neste caso, não é preciso tirar os pés do chão, apenas dar uma chance ao coração. Prever é apenas a ilusão de esperar, a sensação de preparo para o que esteja por vir, mas ninguém domima o seu destino..ele acontece! Apegue-se aos fatos, ao presente e não ao futuro, que não nos pertence.
Beijos da Maria Louca!

Ju Fuzetto disse...

Oiiiiii Flor!!

Lindo seu blog!!

Deixe que o amor tocar seu coração

beijo

parabéns

Milla disse...

Amei o texto! fazia tanto tempo que não te via por aqui e hoje acabei com a saudade dos seus textos :)

beijos

Felipe Braga disse...

Sim, Carol, o amor vem acompanhado de muitas outras coisas.

Muito bonito, Carol!

Muito bom sentir teu coração através das palavras.

Beijos.

Bia Maia disse...

Quando AMAMOS, nos tornamos automaticamente VULNERÁVEIS...


beijos, sua LINDA apaixonada!

Bia

Hosana Lemos disse...

se entrega, de vez em quando é bom...
loucuras sadias são bem vindas!
^^

Mailson Furtado disse...

Excelente o texto, parabéns moça!!!

Muito bom conhecer sua literatura...

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates