quinta-feira, fevereiro 25, 2010

O Amor Antigo



Parecia que as estrelas enfeitavam ainda mais o céu encoberto pelas cores pesadas da noite. A lua se engrandecia diante dos olhos. O vento nos cabelos, a sensação de paz, tranquilidade, sem o som das sirenes, sem a correria da rotina... sentia apenas a presença da alma, livre, observando as luzes ao longe da cidade. Reparei, pela primeira vez, o passar dos carros e pessoas nas ruas, tão pequenininhos, tão distantes... e eu ali, alheia por alguns instantes desta realidade.
Foi quando me dei conta de que não estava só. Ele segurou minhas mãos, desviou meu olhar e disse tudo aquilo que eu já estava acostumada a ouvir. O tom era mais suave, como se tivesse medo de minhas reações. Relatou minha ausência, meu afastamento mesmo estando próxima, e até cogitou minha falta de sentir.
“O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.
O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.”
Talvez não seja incompatibilidade. Quem sabe falta de compreensão?! As pessoas são diferentes, os comportamentos muitas vezes são clichês... e infelizmente 'eu não sou assim'. Minhas atitudes revelam quase em sua totalidade o que realmente sinto. Todavia, cada um se expressa de uma forma.
Convivo com as palavras durante o dia todo, elas me consomem as vezes, me traem, principalmente quando insistem em discordar com a entonação.
Não é desamor. É apenas minha forma de sentir.
“Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,

o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.
Mais ardente, mais pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor”
...porque o meu sentir é tão intenso quanto o seu... só é mais reservado, mais marcado por um passado, traz em si recordações, experiências, quem sabe?!
Com o passar dos dias ele vem, vem devagar, sem COBRANÇAS, sem EXIGÊNCIAS... só requer paciência, cumplicidade...
Porque estar ao seu lado me faz tão bem!

13 comentários:

Lamêgo disse...

"Não é desamor. É apenas minha forma de sentir."
Bonito isso, 'delicinha' - hehe!
Não é pq uma pessoa não grita ao mundo EU TE AMO que ela não ame com toda sua intensidade...
Como registrou Shakespeare:".....só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ame, com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso...."

PERFEITO como sua BELEZA!!

Muitos beijos, linda.

Raquel Borsari disse...

Talvez a grande semelhança do ser humano seja a diferença de cada indivíduo. São inúmeras as influências que aos poucos vão revelando o nosso comportamento, que é completamente mutável...o passado, o presente e o que esperamos do futuro vão nos moldando pouco a pouco. Experiências que acrescentam para o bem ou para o mal; momentos e lembranças que diariamente lapidam o nosso comportamento.
A vida é assim minha amiga. Nem sempre somos transparentes no que sentimos. O entendimento é algo complexo. É apenas preciso entender que cada indivíduo é diferente, é este o mistério da conquista...ao olhar no espelho todos os dias, tenha certeza que sempre verá um alguém um pouco diferente...enquanto temos o privilégio de viver, vamos nos descobrindo e esperando que o outro também possa se aprofundar nesta descoberta...
E nada como o tempo, a convivência, assim aos poucos nos aproximamos deste entendimento, almejando que um dia os outros nos entendam um pouco melhor.
Grande beijo!
Rak (Maria Louca)

Giovanna. disse...

A unica coisa que precisamos saber é que cada um é diferente. Assim automaticamente todos sentimentos são tão complexos para cada pessoa que nenhum é igual, no máximo parecido. :D


p.s.: Queis ganhar um layout personalizado e exclusivo, e destaque no meu blog? Participe da promoção de 1ano do meu blog. :D

Bia Maia disse...

Eu entendo que o AMOR é ÚNICO...como o demonstramos é que é diferente...o que não necessariamente significa ser mais ou ser menos...

O importante é estarmos felizes e em PAZ com o nosso coração,

beijos,

Bia

Milla disse...

é pode demorar o tempo que for mas o amor, aquele verdadeiro que a maioria de nós tanto procura sempre chega..isso pode levar muito tempo, mas nós nunca deixamos de ser otimistas em relação a isto :)

beijos

Mikaele Tavares disse...

É tão bom quando deixamos as coisas acontecerem de forma mais nautral.

Belo blog.

Beijos

Felipe Braga disse...

Carol, você faz associações maravilhosas.
Tuas palavras se unem com outras, criando um elo forte, entre as ideias.
Admiro tua maneira de escrever, tuas buscas.

Tens aqui um admirador declarado. rs

"sem COBRANÇAS, sem EXIGÊNCIAS... só requer paciência, cumplicidade..."

Isso poderia ter sido escrito por mim. Fiquei até confuso, agora. rs

Beijos.

André Lopes Nunes disse...

coragem por falar de amor, esse sentimento tao inexplicavel, mas que todo mundo vai sentir um dia!

meus instantes e momentos disse...

que bom voltar aqui.
Gosto de ti.
Maurizio

Ju Fuzetto disse...

Florzinha!!!

O nosso sentir ultrapassa as barreiras do amor e mora na eternidade!!!

Um grande beijo!!

Obrigada pelo carinho lá no meu cantinho!!!
Bom final de semana!
beijocas

Flavih Jones disse...

...porque o meu sentir é tão intenso quanto o seu... só é mais reservado, mais marcado por um passado, traz em si recordações, experiências, quem sabe?!

Amei esse post.
Me indentifiqueiii. =D

Te selo pra vc.
Beijoo

Érica disse...

Querida, que belo texto. Muito lindo.
Muita sensibilidade. É isso, as pessoas são diferentes e isso é incontestável, é necessário aprender lidar com essas diferenças, e respeitar e tudo da certo.

Duanny!. disse...

Porque falar de amor assim, fas os lábios quererem sorrir.

;D

amei.

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates