sexta-feira, junho 19, 2009

José



“E agora, José?
A festa acabou,

a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou.
E agora, José?
E agora, Joaquim?
E agora, você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama, protesta?
E agora, José?”
Hoje, não tem sonhos nem idealizações.
Momento de revolta e, como sugeriu minha amiga e irmã, Marina Guido, tempo de indignação!
Como pode, diante de tanta evolução, de todo o incentivo que há a alfabetização, perante os direitos dispostos na Constituição Brasileira que asseguram a escolaridade a todos, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal pronunciarem-se CONTRA a OBRIGATORIEDADE DO DIPLOMA DE JORNALISTA?
Nossa classe está sendo desvalorizada!
Por acaso o JORNALISMO é menos importante que as demais profissões?
Isso é LIBERDADE DE IMPRENSA?
Francamente, isso é um desrespeito com o POVO BRASILEIRO.
Não desmereço aqueles que exercem a profissão sem diploma e têm talento. Contudo, a escola de Frankfurt, os critérios de noticiabilidade, a técnica da pirâmide invertida, do nariz de cera, o feedback e McLuhan, são dispensáveis?
Vejo, com um olhar ofuscado, o cenário indigno que nós, disseminadores, mediadores de informações e, mais ainda, de conhecimentos, encontramo-nos.
Reitero este meu sentimento de cólera frisando que Marco Aurélio de Mello mostrou-se como o único ministro PENSANTE do Supremo Tribunal Federal diante da nulidade dos demais elementos que participaram da votação.
“ Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse...
Mas você não morre,
você é duro, José!”

25 comentários:

O Profeta disse...

Não há longe, teu mundo a ilha
Tens andar gingão mesmo à maneira
O verde é manto que te afaga os pés
O mar é o teu azul por cabeceira

Passos ao encontro
Alma cheia de cor e ilusão
Braços abertos à aventura
O mundo na palma da mão

Bom fim de semana


Mágico beijo

Atreyu disse...

Menina que poema bala!! Parecia música no início juro!!!
Primeira vez aqui também!!!

Marina disse...

Estamos indignadas, pq se a profissão já não era tão valorizada, imagina agora?

não sei mais o q fazer, Kerol's, sinto-me perdida e esse sentimento é de mtos tbm, tenho certeza disso.

agora é lutar por um lugar ao sol, neh?!

obrigada por citar meu nome.

te amo.

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Muito bom.! Temos que correr atrás de nossos direitos e ter um senso crítico é ótimo! Não se vê mais isso com tanta intensidade hoje em dia!

;*

Érica disse...

Endosso todas as suas palavras.
Do que vale quatro anos se especializando em técnica de produção em textos de qualidade. Se interar do código de ética, pirâmide invertida, normal, nariz de cera, lead, saber responder as perguntas integrantes da funcionalidade de um lead. Um retrocesso que merece o reparo urgente por parte do Supremo Tribunal Federal, derrubar a exigência do diploma de jornalista representa uma ameaça à democracia e o direito a especialização da classe ao nível superior. O governo não tem interesse que exista jornalismo profissional, decente. Como é que eles vão brincar com o povo? É uma pena. A gente fingi que existe democracia...

E agora José mesmo.

Obrigada pelo teu carinho Carol, também adoro seu blog e seus textos, sempre acrescentam.
Beijos e um ótimo fim de semana.

Hugo disse...

Oh linda!
Qdo assisti o noticiario me lembrei de vc.
Eh uma pena q os jornalistas sejam tao desvalorisados em nosso país.
ACHO Q OS GOVERNANTES GOSTAM EH DE SENSACIONALISMO, JORNALISMO SEM ETICA. Além do mais c essa decisão eles querem eh reduzir ainda mais a remuneração desses profissionais!

N DESANIME. PQ ALEM DAS VARIAS QLIDADES Q VC TEM, O DIPLOMA SERA SEU DIFERENCIAL!

Um beijo enorme.
Sds.

Anjo vermelho disse...

porretaaaa hem.. o.O UIAA UIAA
de mais eh isso aew continue assim!!
ehh e agora jose??
XD

beijos bom fds!!

Edna Lima disse...

Tantos anos na faculdade .E agora José? Bjs

Bia Maia disse...

Fantástico!
Adorei conhecer seu blog e escreve bem demais!
Meus parabéns!
Sinta-se muito bem vinda lá em meu cantinho, onde escrevo as minhas verdades, com minha graça e coragem...

Um beijo e lindo final de semana!

Bia Maia

http://olhardentrodosolhos.blogspot.com

Sérgio disse...

Carol, conheço vc e vc sabe o qto gosto de vc.
Sempre mto inteligente, educada, uma menina, uma boneca. Gostava de te chamar assim lembra? Seu de seu potencial e pude acompanhar alguns de seus trabalhos. Pude ver uma evoluçao tamanha, seu desenvolvimento enqto profissional. N se assuste c essa decisão. Vc com certeza se destacará. Pelo diploma e pela sua capacidade. Sem falar na criatividade q tem. Sabe lidar mto bem c imprevistos, né? hehehe.

Como eu costumava dizer, qdo vc tinha seus 15 aninhos e vc morria de rir: ÓSCULOS E AMPLEXOS!!!

Felipe Braga disse...

Pois é, Carolina. Também achei um absurdo. Estou pagando curso pré-vestibular desde o início do ano pra fazer jornalismo, tenho prova da Uerj domingo e agora surge isso. Confesso que não sei mais, se faço jornalismo ou letras. Infelizmente, já que eu sempre quis ser jornalista!

Milla disse...

sei muito bem o quanto essa decisão machucou os jornalistas brasileiros, meu padrasto é jornalista. Mas seja forte, tenho certeza que você vai se destacar ainda mais com seus textos maravilhosos. Amei seu comentário. Beijos

Menino Poeta disse...

nossa cantei sem saber!! parabéms belo poema!!

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Olá!

Só passando pra agradecer pela visita e pelas palavras.. é transmitida muita sabedorai quando as leio! 8 )

E outra coisa.. ainda não havia lido o texto debaixo! *_*

Muito bonito! Que desejo louco esse!

Flaah Goes disse...

Parabeeins...Lindu adoreei di verdade..!
Bjuus

Izi disse...

Oi,

tb fiquei indignada com isso, são anos de estudo e dedicação prá q?...

e agora?...

bjos prá ti!

Geraldo Samuel disse...

Muitoo bem, proteste mesmo.Isso é um desrespeito.Espero de verdade que isso seja repensado pelos ministros do Supremo, é uma VERGONHA!

fica na paz.

R.Vinicius disse...

Hum. Tento observar a situação de vários pontos. É certo que havia no passado muitos jornalistas que nasceram sendo jornalistas, e jamais cursaram o curso de Jornalismo, tinham apenas o ensino médio. Nelson Rodrigues nasceu numa família onde todos acalentavam o amor ao jornalismo, e ele nasceu e cresceu no Jornal, e tornou-se um dos jornalistas e escritores mais conhecidos do Brasil. Na ditadura militar, diversos jornalistas sem direito a expressão viviam as escondidas, e se formaram jornalistas com o exercício da escrita, no entanto sem cursar o curso de jornalista. Então observamos um ponto interessante da história.

Não julgo o curso como desnecessário, pois seria um erro ridículo. O curso dá uma base para o futuro jornalista, que já nasce como tal, e nos tempos de hoje se torna até mais necessário, em vista de tantas informações e a todo minuto a história estar sendo escrita.

O ponto central está no discurso do valor do Diploma. Hoje em dia sem o diploma você é reconhecido como alguém sem conhecimento na área, e não é contratado, fazendo número aos desempregados. É o símbolo Diploma, que deve ser olhado e estudado nessa questão. Jornalista sempre vai ser Jornalista, e vai ser reconhecido nas linhas que cunhar. O Diploma é um meio ridículo de dizer – ele é formado.

É fato que todos devem se sentir, agredidos com a situação. E faço coro às vozes. No modo como penso, é preciso unificar o ensino a carreira de qualquer profissão. E é preciso também, que seja feita uma reforma na forma de ensino. Começando pela forma como é olhado os conceitos.

Abraço,

R.Vinicius

Odir disse...

Irmãzinha!
QUEM ACHA Q O DIPLOMA N DEVE SER OBRIGATÓRIO É PQ N É FORMADO - curto e grosso!
A questão É O DIPLOMA SIM!
Sabe por quê?
Por que se a pessoa n tiver TALENTO não haverá lugar pra ela no mercado de trabalho! SIMPLES ASSIM!
Agora, SE A PESSOA JÁ NASCE JORNALISTA, ENTÃO EU DEVERIA TER NASCIDO ADVOGADO, MÃE PROFESSORA... Mas nem por isso nossos diplomas deixaram de ser OBRIGATÓRIOS!!!

GENTE! DEMAGOGIA, PRA CIMA DE MIM???

A CLASSE DE JORNALISTAS BRASILEIROS PRECISA SE UNIR MAIS! Criar um sindicato que SEJA DIGNO! QUE FUNCIONE! Só assim esta situação será revertida!

Te amo, branquinha.
Fiquei 1 dia sem te ver e já tô morrendo de saudade de seu sorriso e de vc, é claro! (MAS DO SEU CAFÉ NÃO!!! hehehehe...)

Beijos.

Fada Lella disse...

Indignação TOTAL! E quanto aos anos passados na faculdade de quem já terminou ou está pra concluir o curso? De que servirá?
Sejamos forte nessa nossa decisão, pra aguentar o que estiver por vir nesse Brasil. O que mais falta inventar?

Andre Vilarreal disse...

apareça mais uma vez,gostei de conhecer voce e voce sumiu.
Vá até o msn, tá bom?
.
andre.vilareal@hotmail.com
.
* apague esse comentario

Rafael disse...

Realmente isso é um absurdo...
bjs

Jú Souza disse...

Nossa, também achei ridícula essa decisão. Jornalista é tão digno quanto qualquer outro profissional. Daqui a pouco médico também não precisa mais de diploma. -.-
Coisas do Brasil.

Primeira vez aqui. Adorei o blog o/
*:

Aninha disse...

Amo essa poesia!
Acho q por isso gosto tanto do seu blog, rsss!

Agora sobre essa noticia, concordo plenamente com vc! Ok que muito tem talentos mas se querem seguir com essa profissão que cursem a universidade...

Bjks

wiliam. disse...

Quanto ao texto, muito bom ;}
gosto do jeito que escreves, as citações enriquecem muito...

Quanto ao assunto, jornalismo está como minha provável escolha profissional com o vestibular chegando, e concordo que é desmotivador concorrer com pessoas que não passaram pelo que temos que passar.
porém também concordo que alguém que comentou dizendo que alguns jornalistas de excelência não tem o diploma e que este é no final das contas só um ícone.
para aprender precisamos praticar - fato.
o diploma garante que temos a teoria, mas na prática...

no mais não quero gerar uma discussão sobre isso ;D
vocêr está de parabéns pelo blog e saiba que vou acompanhar sempre que puder ;**

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates