terça-feira, junho 16, 2009

O medo



Deixar para trás algo que eu não mais queria, em momento algum, me apavorou.
O que eu não esperava era, em tão pouco tempo, conhecer, como que em feitiço, alguém que me envolvesse a ponto de cercear todas as minhas saídas...
Não consigo compreender o que está acontecendo. Sinto-me seduzida. Ele encantou meus olhos e preencheu minha alma.
Diferente de tudo o que já vi, já vivi e já quis. Considero-o inatingível e me vejo sensível diante de suas atitudes conscientes e rudes.
Tento premeditar minhas reações para não sofrer os efeitos de suas palavras doces.
Tempo perdido!
Ele rouba minha superioridade, a convicção que sempre tive com qualquer pessoa.
Fico atormentada, completamente assustada. Tento recuar, no entanto, meu corpo me compromete, me entrega, me deixa vulnerável ali, perante sua onipotência.
Promessas? Ele nunca as fez.
Nunca jogou com meus sentimentos. É sempre muito exato. Nunca se excede e, quando presente, também não deixa nada a desejar.
“ Fiquei com medo de ti,
meu companheiro moreno,
De nós, de vós: e de tudo.
Estou com medo da honra.”
Quero ele ao meu lado.

É um querer doentio, pois ele me consome, me entorpece, me descobre, me revela, me ensina, me expõe...
Sinto-me nua diante de seus olhos...
Um olhar fixo, indecoroso, concentrado que sabe o quer e como conseguir.
Vejo-o distante... longe do alcance de meus dedos...
... mas a vontade de tê-lo... persiste!

27 comentários:

Felipe Braga disse...

Nossa, Carolina... Tem influência de autores românticos né? Essa idealização da pessoa amada é típica dos românticos, muito belo.
Parabéns.

Mim disse...

Encontrar pessoas assim, do nada..nos mostram um mundo paralelo, um mundo mais colorido, nos faz ter aquele friozinho tão conhecido na barriga, nos faz sonhar acordada, esquecer por uns instantes certos problemas...desviar a atenção de dores passadas...

Bjão.

p.s: fazia tempo que não me encatava assim com os textos de alguém!

bjão

Marcia de Senna disse...

vim conhecer o blog. Bonito teu texto e o amor que te inspira. Isso cair assim no nosso colo faz bem as nossas vontades. Aproveite.
Muito bonito teu blog, volto com mais calma para te ler.
Parabens pelo post.
Marcia

Érica disse...

Menina, sério mesmo, eu poderia ter escrito esse texto. Passo exatamente pela mesma coisa. Tô muito impressioanada. Tudo igual, a intensidade, a distância e a vontade de estar junto. Até o encantamento, de como me sinto ligada a ele, de um jeito que nunca imaginei. A personalidade forte, objetico, sem falsas promeças... Incrível.
Senti esse teu texto, tocou na minha alma.
Beijos

Felipe Senra Lucas disse...

meu blog é frequentado por umas 6 pessoas. Dessas 6, só umas 4 tentam comentar. Dessas 4, só umas 2 conseguem,entre elas você oÕ !

Hugo disse...

Num creio!
SO pode ser poesia, imaginação mesmo.
A Carol? APAIXONADA? hehehehe...
Num eh vc! rs (Depois qro explicações em meu email. Quem é o SORTUDO q conseguiu essa FAÇANHA?)

Texto magnifico, Carol.
Eu dava um tudo pra conhecer este HERÓI!
Um homem q NUM ficou de quatro por vc?
INIMAGINAVEL. hehehehe.

Beijaum.
( Vi suas fotos no orkut de? DELE MESMO! hehehehe. CADA VEZ MAIS LINDA, COMO CONSEGUE?)

Gabriela disse...

Oi, é a primeira vez que visito o seu blog. Concordo com o comentário anterior, a respeito de parecer com os textos românticos. Há pouco tempo estava estudando literatura romântica e me perdi em meio à tudo isso. Muitos dizem se tratar de somentes devaneios e exagerada idealização, mas foi vivendo tudo isso que eu me senti estática por um ser que roubou o meu coração. Não preciso falar que amei o texto, porque ele extravasa sentimentos reais e tensos, sensibiliza até o menos interessado leitor. Parabéns!

Bruna Bo disse...

Eu estava perdendo tempo não vindo aqui antes. Gostei muito desse texto, me vi no começo dessas linhas...

Um beijo!

Thiago Kuerques disse...

Quase um absurdo de obsessao!!!

Excelente!
Beijos

Marina disse...

Parece até q vc escreveu esse texto pensando na minha situação com ohaninho.

ficou lindo. como eu adoro vir aki.

Bjo!

meus instantes e momentos disse...

esse texto me lembrou um poeta, que vivia ansioso imaginando numa varanda de sonhos,a visão de seu desejo maior. E na sua urgência, esperava...
Muito bonito o teu texto.....muito bom. Bem feito, bem escrito, bom de ler.
Feliz daquele que te inspira...
Maurizio

Ruberto Palazo disse...

Quem nunca viveu paixoes enlouquecedoras? A falta de controle causa o medo, e o medo dá aquela sensação de prazer, de querer mais, mais e mais....

Edna Lima disse...

Garota também seguirei seu blog. Quanto conteúdo com apenas esta idade , voce irá muito longe tenha certeza. Amei vc ser mineira eu sou de uma cidade vizinha a sua, mas há anos não vou em Minas .Paixões já vivi algumas e sempre dá medo sim.. Bjs

Andre Vilarreal disse...

vim para conhecer-te. Muito forte seu texto,muito intenso. É ótimo viver um grande amor...
Muito bom seu blog.
.
andre.vilareal@hotmail.com

Ariane disse...

Vim retribuir a visita e me impressionei. Seus textos são ótimos!
Adorei teu blog! Parabéns...

Oi disse...

Vejo-o distante... longe do alcance de meus dedos...
... mas a vontade de tê-lo... persiste!

oBRIGADA kEROL'S! Vc sabe o pq!

Lindas palavras!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Um espaço de Poesia...
Parabéns, adorei!!!

Aninha disse...

QUe lindo Carol (posso te chamar assim, né? Já me sinto intima! Rsss).
Lindo texto, lindo sentimento...

Boa Sorte ;)

Bjks

Gabriela disse...

Nossa, que bom que você gostou do meu texto! Você escreve muito mto bem e eu nem pensei que você pudesse gostar :}
Enfrentar os medos é muito difícil mesmo... Gostei dessa frase: "são os sonhos que nos impulsionam, nos encorajam a lutar e buscar a realidade almejada!" Concordo plenamente, sem os sonhos, nada disse poderia ser conquistado... Continue sempre postando!
ps: Terei que enfrentar novos medos a partir de agora, espero ter forças para isso. Como a Clarice Lispector disse: ''A vida exige muito, mas nós também exigimos muito dela".
Ameeei tbm! *-*
Beijos :*

Melanie Brown disse...

Coisa linndaa, intensOo!!Cuidado com esses sentimentos moça... :)
Tu aprendeu coloar o risquim foi?!!Me diz aí como é?!!hsuah
bjooO'
:D

Geraldo Samuel disse...

Primeira vez que vejo seu blog, mas já virei um fã. Muito bom todo ele.
Parabéns, escreve muito, e muito bem...um dia eu chegarei nesse nível ^^...
fica na paz

VANUZA PANTALEÃO disse...

Carolina, querida!
Isso acontece, é a febre da paixão e você a colocou aqui de forma esplendorosa.
Parabéns, amiga escritora!!!Bjsss

Ninha Mendes disse...

Nossa esse texto eh muito massa...
Adorei seu blog sempre que der vou vim dá uma olhadinha...Amei!!Amei tbm pq vc tem o mesmo sobrenome que o meu! :)
Bjs...

Fada Lella disse...

Que intenso, singelo, especial. A verdadeira paixão em suas palavras. Espero sentir isso alguma hora.

Melanie Brown disse...

Tambem sigo o 'né verdade?!'Vi que vc aprendeu la e ti perguntei, não imaginei nunca que iria responder!!Bem Legal,muiitO oBRiigaDa!!!!

Fiquei tao feliz que tu gostou do meu texto,contente com teu elogio e espontanedade!
Entao pronto, TO SEGUINDO!
bjOo'

Coração Vulgar disse...

E quando esta magia chamada paixão nos envolve, cabe a nós não recuar e sim entregar...

Obrigada pela visita, Moça, que como eu adoooora Drummond...

Bjos.

PS - O delicado poema do blog é pro meu sobrinho...

Ludmila Melgaço disse...

Esse nosso querer vai levar a gente looonge...
(Ou pro buraco né, vai saber?)
Ohh coraçãozinho!
Beijos!

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates