sexta-feira, maio 08, 2009

Resíduo



Talvez a memória seja nossa maior fonte de sofrimentos.
As recordações agradáveis trazem junto saudades. As indesejáveis nos fazem sofrer mais uma vez...
Nada nem ninguém que passa por nós parte sem deixar, sem acrescentar alguma coisa, e com certeza, também muito de nós é levado. Uma dor, uma gíria, um momento, uma descoberta, um sonho construído. Sempre restam resquícios do que foi vivido...
As vezes dizemos convictos: 'nem lembro mais dele'. Que mentira! Podemos não gostar da mesma forma que antes, mas isso não quer dizer que deletamos tudo o que percorremos junto a este alguém.
Um grande amor deixa vestígios. Uma mágoa, marca. Uma situação propicia alguns sinais. Uma experiência resulta em indícios, e de uma desilusão sobram apenas rastros...
Pedaços do que se foi. Nódoas de um passado... Somos constituídos disto: do que rememoramos!
“(...) Pois de tudo fica um pouco.
Fica um pouco de teu queixo
no queixo de tua filha.
De teu áspero silêncio
um pouco ficou, um pouco
nos muros zangados,
nas folhas, mudas, que sobem.”

5 comentários:

KeLLy ViAnA disse...

eh mesmo nossa memoria nos leva aonde não queremos lembrar!adoreii!

Luan Fernando disse...

Ela pode trazer grande e maravilhosas lembranças e ao mesmo tempo, lembranças que nos fazem perguntar pra si mesmo:
- Porque ela continua na minha memoria? Não dá pra apagar isso de um jeito?
É, tem coisas que mesmo que não queremos, teremos que sempre lembrar... infelizmente.

Aninha disse...

"Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu... "

* Ótimo post

=*

Felipe Senra Lucas disse...

Issoae, que vivam todos os poetas dos mundos caducos!

Patricia disse...

Nada nem ninguém que passa por nós parte sem deixar, sem acrescentar alguma coisa, e com certeza, também muito de nós é levado. AmO minha amigona..lindo seu blog

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates